Pré-Natal Odontológico

A visita da gestante ao consultório odontológico é de extrema importância para o bem-estar de toda gestação. De acordo com a Organização Mundial de Saúde, todas as gestantes deveriam realizar a consulta pré-natal com um Cirurgião-Dentista especializado, uma vez que, a gestação é um período muito delicado e de intensas transformações, o que exige um cuidado redobrado em todos os aspectos. A partir deste momento aprenderemos um pouco sobre o desenvolvimento embrionário, ou seja, como tudo começa para que possamos entender o que é a Odontologia intrauterina.

Embriogênese = Período de formação do embrião e desenvolvimento a partir de uma célula única. É importante esclarecer que a partir do espermatozoide masculino juntamente com o ovulo feminino obtivemos uma fusão que deu origem a uma célula única, ou seja, o ponto de partida para que todo o bebê seja gerado.

Odontogênese = A odontogênese é o período de formação dos dentinhos dentro dos ossos, ainda na vida intrauterina. Por volta da sexta a oitava semana se vida intrauterina os primeiros dentinhos começam a ser formados. É importante descrever que muitos fatores podem vir a alterar esse processo que é muito minucioso. As futuras mamães devem realizar o pré-natal com o médico e se informar sobre o andamento de sua gestação. A deficiência de alguns componentes pode vir a alterar o desenvolvimento ósseo da face e dos futuros dentinhos do bebê.

Álcool e Tabaco = Dobram as chances para o desenvolvimento de bebês com fendas orofaciais. A deficiência de ácido fólico também está associada ao aparecimento de fendas nos bebês.

Efeito da nutrição sobre a Odontogênese:

  • Durante a odontogênese o metabolismo celular trabalha de forma intensa para a elaboração de uma estrutura altamente especializada que chamamos de dente. O efeito de algumas substâncias parece estar relacionadas à formação dos dentinhos do bebê. Estudos apontam uma maior incidência da doença cárie em bebês desnutridos.
  • Estudos também esclarecem que a desnutrição afeta o processo de calcificação dos dentes.
  • Os tecidos da boca, assim como, periodonto, língua e mucosa também são afetados pela desnutrição.
  • Uma dieta deficiente pode causar danos à formação do esmalte, dentina, provocar atrasos na odontogênese e erupção dental nos bebês.
  • As vitaminas são substâncias orgânicas, não sintetizadas pelas células e presentes na dieta alimentar. A ausência ou a diminuição dessas substâncias pode acarretar danos teciduais. As vitaminas B1, B6 e B12 são de natureza proteica hidrossolúveis e suas deficiências são capazes de provocar atrasos no crescimento em crianças, alterações no sistema nervoso e alterações significativas nos tecidos bucais.
  • As vitaminas B1, B6 e B12 parecem favorecer a Odontogênese.
  • Os nutrientes são necessários para o bom desempenho das funções celulares. Os principais nutrientes envolvidos na Odontogênese não, Cálcio, Fosfato e vitaminas, A, C e D.
  • Os carboidratos e os lipídios garantem a energia necessária para o bom desempenho da odontogênese.
  • A vitamina A é responsável pela integridade dos tecidos de origem ectodérmica.
  • A vitamina D participa da homeostase do cálcio e do fosfato, interferindo na calcificação dentária.
  • O fósforo dá maior solidez à estrutura dentária.
  • A vitamina A também conhecida como Retinol, participa da integridade de todas as células epiteliais. A deficiência de vitamina A altera a amelogênese, dentinogênese e a função imunológica.
  • A vitamina C, também conhecida como ácido ascórbico, participa do metabolismo do colágeno. Uma deficiência de vitamina C promove uma parada na função osteoblástica, alterando a formação da dentina além de retardar o crescimento da dentição.

Necessidades Dietéticas para gestantes

  1. Proteínas
  2. Vitamina A
  3. Vitamina D
  4. Vitamina E
  5. Vitamina C
  6. Vitamina B6
  7. Vitamina B12
  8. Cálcio
  9. Fósforo
  • Iodo
  • Ferro
  • Magnésio
  • Zinco

Fonte: Krause e MahanFonte: KRAUSE e MAHAN, 1995., 1995.

Deixe um comentário